Placa Mercosul: o que você precisa saber?

Quais são os carros mais amados pelos famosos?
8 de novembro de 2018
Dicas para comprar o carro ideal, de presente de Natal
30 de novembro de 2018

Não é de hoje que se fala na nova placa para os veículos, que promete ser anti-clonagem, tecnológica e colorida. O Rio de Janeiro foi o primeiro a adotar o uso e nove estados devem iniciar as mudanças em breve.

No Rio, ela já está em funcionamento desde o dia 11 de setembro. A nova “placa Mercosul” possui um design diferente, com diversos elementos individuais que contém o brasão do município e a bandeira estadual. Além disso, ela ainda mandem o velho lacre, algo que o Denatran havia dito que não ocorreria.

Mas, quais são as novidades e vantagens deste novo modelo de placa?

 

1 – SEGURANÇA

A nova “placa Mercosul” possui gravação a laser, efeitos visuais e número de série criptografado, o que deve impedir que criminosos clonem veículos. A placa mantém as medidas (40×13 cm), mas ganhará um QR Code que carregará informações de quem fez a placa e dados importantes sobre o veículo. Todas essas informações poderão ser acessadas por autoridades de trânsito com um leitor específico, durante uma fiscalização.

O fundo do novo modelo será branco, mas a combinação de quatro letras e três números tem uma cor para cada categoria: preta (particular), vermelha (comercial e aprendizagem), azul (oficial), verde (especial), amarela (diplomático) e prata (colecionador).

 

2 – O PREÇO
O preço das placas se manteve o mesmo. No Rio, por exemplo, ficou em R$ 219,35 para automóveis e R$ 90,12 para motos. Cada estado terá o seu preço!

 

3 – PAGAMENTO NA TROCA DE ENDEREÇO
Sim, você terá um custo extra caso mude de cidade. Mesmo adotando o “padrão Mercosul”, no Brasil elas serão locais, justamente por terem a bandeira do estado e brasões do município. Como a placa é inteiriça, não existe a plaqueta extra com a localidade. Toda vez que o proprietário mudar de cidade e fizer um novo registro no Denatran, terá que trocar a placa.

 

4 – QUEM PRECISA E QUANDO TROCAR?
Depois do Rio – Acre, Alagoas, Bahia, o DF, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Sergipe e Rondônia, já devem aderir a nova placa em breve. O prazo para todas as unidades da federação aderirem às novas identificações é 1º de dezembro. Então, o Brasil inteiro deverá ver o novo modelo de placas nas ruas, ainda este ano. A peça é OBRIGATÓRIA para carros zero-quilômetro tirado da concessionária ou transferência de propriedade. Também é obrigatória para a troca de jurisdição e de município, além de substituição de placas danificadas e alteração de categoria. Se você não se enquadra nas categorias acima, não há obrigatoriedade de trocas as atuais placas do seu carro.

Informações: UOL e Denatran

Compartilhe isto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *